Idioma:

  • Monitoramento da comunidade de peixes da área de influência da Enseada revela espécies bioindicadoras de qualidade ambiental

    DATA: 03/04/2024

    Publicado por: Enseada

    Desde 2012, a Enseada tem realizado o monitoramento de peixes, componente do Programa de Monitoramento da Biota Aquática. Trata-se de uma iniciativa voltada para a avaliação de eventuais impactos sobre a fauna aquática decorrentes da implantação e operação de seu empreendimento.

    O programa tem como objetivo central não apenas detectar eventuais efeitos negativos, mas também fornecer subsídios para a gestão integrada dos recursos pesqueiros na região de influência da empresa.

    Realizado semestralmente por profissionais especializados, o monitoramento emprega metodologias adequadas para garantir resultados próximos à realidade, reconhecendo a natureza amostral do trabalho. Os dados obtidos durante as campanhas de 2023 revelaram a presença de duas importantes espécies bioindicadoras de qualidade ambiental.

    A bioindicação é uma técnica valiosa que utiliza determinadas espécies como indicadores do estado ecológico de um ecossistema. A presença e a saúde dessas espécies são sinais de que o ambiente está em equilíbrio. No contexto do monitoramento realizado pela  Enseada, esses bioindicadores assumem um papel crucial na verificação da qualidade do meio ambiente, especialmente em projetos de grande porte, onde podem se observar impactos significativos.

    Durante as campanhas de 2023, duas espécies bioindicadoras foram identificadas: o mirim (Bathygobius soporator) e o cavalo-marinho (Hippocampus reidi). O mirim e o cavalo-marinho são sensíveis às mudanças ambientais e requerem boas condições de qualidade da água para permanecerem naquele determinado ambiente. Sua presença indica águas saudáveis e ecossistemas bem preservados.

    As campanhas de monitoramento de 2023 revelam que a comunidade de peixes na região mantém semelhanças estruturais com grupos encontrados anteriormente, com importante representatividade e similaridades no uso de habitat. Espécies bentônicas e pelágicas continuam a ser observadas, indicando uma estabilidade relativa no ecossistema.

    Os resultados reforçam a importância do monitoramento contínuo e detalhado da comunidade de peixes em projetos como o da Enseada. A presença de espécies bioindicadoras não só oferece importantes dados sobre a qualidade ambiental, mas também orienta estratégias de conservação e gestão sustentável dos recursos naturais.

    Nenhum Comentário

    Quer saber mais sobre
    algum assunto?

    Clique aqui e deixe sua sugestão
    para o próximo post!

    Notícias Relacionadas

    +
    0

    A Enseada Indústria Naval marcou presença no 2º Congresso Brasileiro de Direito e Sustentabilidade, realizado em 16 e 17/05/2024...

    03 de Junho de 2024
    +
    0

    Durante a Offshore Technology Conference (OTC), evento que reuniu esta semana, em Houston (EUA), os principais players globais dos...

    13 de Maio de 2024
    +
    0

    Durante o encontro com os diretores das escolas municipais, organizados pela Secretaria de Educação, Esporte e Lazer de Maragojipe,...

    30 de Abril de 2024
    +
    0

    Durante o mês de março, a Enseada reafirmou seu compromisso social ao realizar doações de lâmpadas e refletores, promovendo...

    16 de Abril de 2024