Idioma:

  • OEC entrega novo sistema de abastecimento de água em Minas Gerais

    DATA: 08/06/2022

    Publicado por: OEC

    inauguração da obra da nova adutora de Montes Claros

    Governador de Minas Gerais, Romeu Zema, presente na inauguração da obra da nova adutora de Montes Claros

    As obras do novo sistema de abastecimento de água de Montes Claros (MG) acabam de ser entregues à Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) pela construtora OEC. No total, a adutora conta com 92,4 quilômetros que ampliam a capacidade de distribuição da cidade com um sistema de captação de água do Rio São Francisco por meio de bombas flutuantes. A partir de um investimento superior a R$ 250 milhões, o empreendimento já está beneficiando mais de 400 mil pessoas na região, incluindo os setores comercial e industrial, que sofriam com a escassez de água.

    Para Clebio Batista, engenheiro e diretor da OEC responsável pela obra, a entrega marca uma etapa importante na história da companhia. “Foi uma obra de grande complexidade de engenharia, envolvendo não apenas a construção de uma adutora de grande extensão, mas uma estação de tratamento de água, quatro estações elevatórias, quatro subestações e duas pontes rodoviárias. Todos os métodos construtivos aplicados trazem o que há de mais avançado em tecnologia e atendem a normas de qualidade internacionais – atributos que dão confiabilidade ao sistema”, diz.

    Clebio Batista e Marcelo Hofke ladeando o presidente da Copasa, Carlos Eduardo de Castro

    Clebio Batista e Marcelo Hofke ladeando o presidente da Copasa, Carlos Eduardo de Castro

    Como a nova adutora funciona

    O novo sistema de abastecimento capta água no Rio São Francisco, que é direcionada à Estação de Tratamento de Água (ETA), na cidade de Ibiaí, com vazão de 500 litros por segundo. Em seguida, é bombeada por quatro Estações Elevatórias (EAT’s) equipadas com cinco conjuntos de motobombas, cada, sendo conduzida através de tubulação em aço carbono, passando pelos municípios mineiros de Coração de Jesus e São João da Lagoa. A água é entregue no Sistema Pacuí e segue para distribuição em Montes Claros.

    Além da ETA e das EATs, a obra ainda contempla sete tanques de amortecimento unidirecional, cinco reservatórios hidropneumáticos, duas caixas de transição, quatro subestações de 2 MVA e duas pontes rodoviárias em estrutura mista de aço e concreto. No pico dos trabalhos, a obra chegou a gerar 489 vagas de emprego na região.

    Nenhum Comentário

    Quer saber mais sobre
    algum assunto?

    Clique aqui e deixe sua sugestão
    para o próximo post!

    Notícias Relacionadas

    +
    0
    OEC

    Começa nesta segunda-feira, 26 de setembro, a segunda edição do OEC JOB (Jovens on Board), programa de formação de...

    26 de Setembro de 2022
    +
    0
    OEC

    A OEC lançou em setembro seu primeiro programa de Mentoria para Mulheres. Com 50 participantes, sendo 25 mentoradas e...

    26 de Setembro de 2022
    +
    0

    Desde 1º de setembro, as equipes de Saúde, Facilities e Viagens apoiam integrantes da holding e da OEC em...

    19 de Setembro de 2022
    +
    0
    OEC

    O Projeto Integra foi concebido e avança em total alinhamento com os valores da Nossa Cultura. Confira o depoimento...

    19 de Setembro de 2022